Fiquei emocionada quando assisti pela primeira vez aos vídeos da EnChroma, empresa que desenvolveu e lançou em 2012 lentes capazes de revelar cores jamais experimentadas por daltônicos.

A princípio, ao tomar conhecimento da existência de um produto com essa promessa fantástica, confesso que fiquei um pouco cética. Afinal, como uma deficiência visual perceptiva poderia ser “curada” através de lentes que apenas filtram os mesmos sinais luminosos do espectro solar?

Após me emocionar com os depoimentos dos daltônicos e lendo mais sobre o assunto, pude compreender a tecnologia que gerou esse resultado impressionante.

Há vários tipos e graus de daltonismo*. Os mais comuns, são a Protanomalia e a Deuteranomalia, presentes em cerca de 6% da população masculina, que afetam a percepção dos matizes vermelho e verde, podendo variar de uma leve diminuição na intensidade destas cores à dificuldade severa de distingui-las. Isso ocorre, porque as células foto-sensíveis da retina encarregadas de captar os raios verde e vermelho (conhecidas como os cones M e L), por apresentarem curvas de sensibilidade muito próximas e sobrepostas, confundem e mesclam grande parte destes estímulos luminosos.

A cor amarela é normalmente a sensação obtida pela estimulação simultânea desses dois cones (verde e vermelho) para quem possui visão normal para as cores. No caso dos portadores da deuteraomalia, como a curva de sensibilidade do verde e do vermelho encontram-se mais sobrepostas do que deveriam, os estímulos puros de qualquer uma destas duas cores se confundem, resultando, nos casos mais graves, na sensação de amarelo ou marrom, e impedindo a percepção e sensação dos tons vibrantes de verde e vermelho. Veja a seguir, as imagens de uma mesma cena, associada à curva de sensibilidade dos cones que caracteriza a visão normal, à esquerda, e a deuteranomalia, à direita.

enchroma_cones
Curva de sensibilidade dos cones na retina humana (Fonte: http://enchroma.com/technology/)

Partindo da constatação que essa deficiência perceptiva decorre unicamente da captação confusa dos raios verde e vermelho na retina, e não se relaciona à interpretação cerebral destes sinais, a solução encontrada pela EnChroma foi elaborar lentes capazes de separar adequadamente os três raios luminosos primários (RGB), bloqueando as frequências intermediárias que causavam confusão pela estimulação simultânea dos cones L e M.

enchromacx
Lentes desenvolvidas pela EnChroma destacam as cores do espectro visível nas zonas de maior sensibilidade dos cones, bloqueando os raios intermediários responsáveis pela confusão visual dos daltônicos (fonte: http://enchroma.com/technology/)

Embora os portadores desta deficiência melhorem sua capacidade de distinção de cores utilizando as lentes especiais, continuam a apresentar limitações nos testes de daltonismo.

Assim, os óculos não são propriamente uma cura para o daltonismo, mas trata-se de um produto capaz de revelar a este público uma nova dimensão do mundo visível, proporcionando a eles uma experiência sensível que amplia a distinção das cores e é, ao mesmo tempo, emocionante e esclarecedora.

Segundo o fabricante, a utilização das lentes EnChroma por uma pessoa com visão normal das cores proporciona o mesmo “estímulo” que dá à visão dos daltônicos: um efeito poderoso de realce das cores. Além disso, garante a EnChroma que este efeito não compromete o senso de precisão de cor, já que a lente mantem o equilíbrio de tons neutros. Os óculos teriam efeitos benéficos sobre o nosso estado de espírito segundo o depoimento de alguns usuários, inclusive a Equipe EnChroma!

Fiquei com grande vontade de experimentar essas lentes. E você?

Serviço:

Acesse o site da EnChroma e aproveite para realizar o teste de daltonismohttp://enchroma.com/test/instructions/

* Não fica claro no site do fabricante se portadores de outros tipos de daltonismo, como os dicromatas, podem se beneficiar com o uso destes óculos. Creio que as lentes funcionem apenas para aqueles que apresentam tricromacia anômala, ou seja, os casos de daltonismo em que a retina possui três tipos de cones, mas um deles percebe a luz ligeiramente fora do alinhamento padrão.

Compartilhe isso:Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
(Visited 246 times, 1 visits today)

Posts relacionados

Óculos revelam as cores para daltônicos

Um comentário sobre “Óculos revelam as cores para daltônicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *